sexta-feira, 29 de maio de 2009

Scones


Esta é a receita que já vem de casa da minha mãe e sempre saíram bem. Dá para cerca de 8 unidades.

250 gr de farinha
1 colher chá (bem cheia) de fermento em pó
1 ovo
50 gr de açúcar
1 pitada de sal
1 colher sopa de manteiga
4 colheres sopa de leite

Peneire a farinha com o fermento e depois adicione os outros ingredientes. Misture bastante bem.
Faça uma espécie de rolo. Corte este ao meio e depois cada metade ao meio, até ficar com 8 unidades.
Coloque num tabuleiro polvilhado com farinha e leve ao forno pre-aquecido a 180º durante 10 minutos.
Sirva de imediato, com manteiga e doce/compota.

Bom apetite!

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Especiarias



O meu querido amigo Paulo trouxe-me umas prendinhas para a minha cozinha:

Da esquerda para a direita temos: Pimenta Longa, Macis e Bagas de Zimbro.

A Pimenta Longa foi descoberta na Amazónia nos anos 70. A sua principal utilização reside na extracção do Safrol. Nos países do Oriente, é usada como especiaria nas salmouras e conservas. São atribuídas à pimenta propriedades digestivas e diuréticas.
Na culinária, a pimenta longa é sempre usada inteira. O aroma desta pimenta lembra o da pimenta preta mas é menos picante e com uma nota mais açucarada.

A Macis é o arilo da Noz Moscada, ou seja é a "casca" que envolve a semente da noz moscada e que depois é seca durante alguns meses. Na culinária, a sua utilização é semelhante à da própria Noz Moscada. Pode ser usada inteira para realçar o sabor de sopas e estufados e, moído em bolos e biscoitos.

As Bagas de Zimbro têm um sabor apimentado e ligeiramente resinoso. Podem ser utilizadas inteiras ou esmagadas. É utilizada para aromatizar o Gin. Na Culinária, a sua maior utilização é em pratos de caça e porco. Em Portugal encontra-se na zona da Serra da Estrela.

Pronto, agora é só ver como lhes vou dar uso.

Obrigada Paulo.

quarta-feira, 27 de maio de 2009

Lombinho de Porco com Arroz de Legumes



Sou grande apreciadora de lombinhos. É uma carne tenra e suculenta e não fica tão seca como o lombo de porco.

Fiz para 4 pessoas:
3 lombinhos de porco
alecrim
sal e pimenta
massa de alho
massa de pimentão
vinho branco

Junte a massa de alho e a massa de pimentão, tempere com sal e pimenta e com alecrim. Barre os lombinhos com esta pasta e regue com vinho branco. Deixe marinar durante umas 5 horas.
Leve ao forno a 150º durante cerca de 30 minutos.

Para o arroz:
400 gr de arroz
1 courgette
1 cenoura
brócolos
1 cebola
2 dentes de alho
água
azeite
sal e pimenta

Corte a courgette e a cenoura em cubinhos e os brócolos em bocadinhos. Reserve.
Pique a cebola e os alhos e leve a alourar no azeite. Junte os legumes e deixe refogar um pouco. Adicione o arroz, mexa bem. Tempere a gosto. Acrescente o dobro da água em relação ao volume do arroz.
Deixe cozer por 10 minutos ou até o arroz ficar solto.

Bom apetite!

terça-feira, 26 de maio de 2009

Folhado de Banana com Chocolate


Banana e Chocolate! Que combinação divina...

Usei:

1 placa de massa folhada congelada
3 bananas maduras
100 gr de chocolate culinária em barra
1 colher sopa de manteiga
1 dl de natas

Coloque a massa folhada a descongelar 1 hora antes.
Ligue o forno a 180º.
Parta o chocolate em bocadinhos, misture a manteiga e as natas e leve ao microondas durante 50 segundos na potência máxima. Retire e misture muito bem.
Abra a massa. Se usar da congelada ela vem dobrada em 3.
Na dobra do centro coloque as bananas cortadas às rodelas e espelhe o chocolate por cima. Feche as outras dobras. Pique a massa com a ponta de uma faca.
Leve ao forno, num tabuleiro forrado com papel vegetal, durante 20 minutos ou até a massa estar dourada.
Pode polvilhar com açúcar e acompanhar com uma bola de gelado.

Bom apetite!

terça-feira, 19 de maio de 2009

Peito de Pato com Laranja e Gengibre


Posso garantir que ficou muito bom e não demorou muito tempo a fazer.

Fiz:
2 peitos de pato
3 dentes de alho
1 cebola
raiz de gengibre fresco
azeite
2 laranjas
1 colher de sopa de mel
pimentão em pó
sal e pimenta

Corte as cebolas em rodelas finas e os alhos em lascas. Rale a raiz de gengibre (cerca de 1 colher de sopa). Leve tudo ao lume numa frigideira com um pouco de azeite até alourar.
Lave bem uma das laranjas, descasque e corte a casca em juliana fina. Reserve.
Junte o sumo das 2 laranjas ao refogado. Adicione o mel, um pouco de pimentão em pó, sal e pimenta. Deixe ferver um pouco.
Entretanto faça uns cortes em diagonal na pele do pato. Coloque ao lume uma frigideira anti-aderente e deixe aquecer bem. Coloque os peitos com a pele para baixo durante cerca de 5 minutos. Escorra a gordura que foi libertada, tempere os peitos com sal e vire-os. Deixe cozinhar por mais uns minutos. Se gostar da carne mal passada é o tempo suficiente, mas se for como eu e não gostar de ver o sangue, coloque o pato no forno pré-aquecido a 200º durante 5 minutos.
Voltando ao molho, adicione um pouco de água (cerca de 0,5 dl) e deixe ferver. Coe o molho para a frigideira onde fritou os peitos de pato. Acrescente a juliana da laranja.
Corte os peitos de pato em fatias e regue com o molho.

Bom apetite!

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Salada de Grão com Atum


Não tenho tido tempo para dar a devida atenção ao Gastronomia. Muito trabalho e a filhota com muitos testes e a precisar de ajuda. Deixo-vos aqui uma salada que fiz este fim-de-semana. Simples, rápida e saborosa... que mais se pode querer?

Usei:
1 lata de grão 500 gr
2 tomates
1 alface pequena
1 cebola pequena
3 latas de atum
3 ovos cozidos
azeite, sal, pimenta e vinagre q.b.

Escorra o grão e passe-o por água para retirar o excesso de sódio. Escorra o atum e junte ao grão.
Pique a cebola. Corte a alface em juliana e os tomates ao cubinhos e junte tudo ao grão.
Tempere com sal, pimenta, azeite e vinagre a gosto.
Corte os ovos e coloque por cima.

Bom apetite!

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Torta de Atum


Desta vez deixei a despensa ficar na miséria antes de fazer as compras. Faço quase sempre as compras online e ontem iam entregar entre as 20h00 e as 23h00. E agora? O que faço para jantar? Não podia sair de casa...
Resolvi inventar com o que por lá havia e saiu esta torta. Garanto-vos que é para repetir!


Massa:
4 ovos
1 chávena de chá de leite
1 chávena de chá de farinha de trigo
1 colher chá de fermento em pó
2 colheres de chá de azeite
1 pitada de sal

Bata o azeite com os ovos e o leite. Aos poucos acrescente a farinha misturada com o fermento. Tempere com sal e pimenta.
Vai ao forno num tabuleiro (quadrado ou rectangular) forrado com papel vegetal untado com manteiga e polvilhado com farinha, durante 10/15 minutos, a 175º.

Recheio:
2 latas de atum
1 lata de anchovas
20 azeitonas pretas sem caroço
5 tomates secos
1 cebola pequena
azeite
molho bechamel

Pique a cebola muito finamente e leve a refogar num fio de azeite.
Entretanto escorra muito bem o atum e as anchovas.
Num robot de cozinha coloque as azeitonas, os tomates, o atum e as anchovas e pique tudo junto.
Adicione esta mistura à cebola e misture. Acrescente molho bechamel suficiente para formar uma pasta sem ficar muito liquido (aproximadamente 5 colheres de sopa). Não adicione sal porque as anchovas já são bastante salgadas.

Desenforma-se a massa para um pano polvilhado com pão ralado misturado com um pouco de queijo da ilha ralado, barra-se com o creme de atum e enrola-se com a ajuda do pano.

Bom apetite!

quinta-feira, 7 de maio de 2009

New look



Não se admirem.
Ando a fazer mudanças ao look do Gastronomia. Adoro mudanças!
Cada louco com sua mania, mas sempre ouvi dizer que mudar é bom.
Espero que gostem!

Ervilhas com Ovos


Cá está mais uma receita rápida e fácil. Lá em casa é repetida várias vezes.

Fiz assim:


1 Kg de ervilhas congeladas
1/2 lata de tomate pelado
1 cebola
2 dentes de alho
100 gr de bacon
4 ovos
azeite
sal e pimenta

Pique a cebola e os alhos e leve a refogar no azeite. Quando estiver transparente acrescente o bacon cortado em fatias fininhas. Deixe alourar um pouco. Adicione o tomate partido em bocados e deixe apurar.
Junte as ervilhas e adicione água até as cobrir. Tempere a gosto. Tape a panela e deixe as ervilhas cozerem. Nesta altura abra, um a um, os ovos para uma tacinha. Com a ajuda de uma colher abra um buraco nas ervilhas e deite para lá o ovo. Repita para os restantes. Tape e deixe os ovos cozerem durante 10 minutos.

Bom apetite!

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Arroz à Valenciana


Aqui está mais um prato feito pelo outro cozinheiro lá de casa. Dá um pouco de trabalho mas depois compensa.

Fez assim:
500 gr de arroz
500 gr de frango
125 gr de vitela (não usou)
250 gr de ervilhas
1 Kg amêijoas
1 kg de berbigão
1 Kg mexilhões
250 gr de camarões
250 gr de lulas
1 pimento vermelho
1 pimento verde
1 c. de café de açafrão em pó
1 cebola grande
3 colheres de sopa de azeite
1 colher de sopa de óleo
100 gr de bacon
2 linguiças
sal e pimenta q.b.
1 pitada de pimentão
1 limão

Comece por cortar o frango em pedaços pequenos e tempere com sal e sumo de limão. Deve ficar a marinar, pelo menos, 3 horas. Se utilizar a vitela faça o mesmo.
Pique a cebola e refogue juntamente com o azeite e o óleo até ficar douradinha. Acrescente as carnes e deixe alourar. Junte a linguiça sem pele e cortada às rodelas e o bacon (sem o couro). Deite um pouco de água e, pouco a pouco, adicione água necessária para fazer um bom caldo (o dobro do volume do arroz).
Junte os pimentos, cortados em tiras, assim como as lulas, previamente arranjadas e cortadas em rodelas.
Adicione as ervilhas.
Deixe refogar em lume brando para apurar bem.
Lave muito bem as amêijoas, os mexilhões e o berbigão e leve a abrir num tacho ao lume. Depois de abertos, retire metade dos bivalves das cascas, coe a água que largaram ao abrir e junte tudo ás carnes.
Deite também neste caldo os camarões, depois de lavados, e tempere tudo com sal e pimenta, um pouco de açafrão e pimentão.
Junte o arroz ao caldo, a ferver, depois de ter verificado os temperos.
Logo que levante fervura, diminua o lume para o mínimo até acabar de cozer.
Este arroz deve ficar malandrinho.

Bom apetite!

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Pastéis de Massa tenra


Resolvi fazer uma experiência com uns bifes extra-duros, comprados propositadamente. Um amigo falou-me sobre a papaína e quis ver até que ponto funcionava.


Na culinária, a papaína é usada para amaciar a carne. Encontrei à venda no supermercado e resolvi experimentar.
Realmente os bifes ficaram mais macios e resolvi fazer uns pastéis de massa tenra. A receita da massa retirei da revista "Saberes e Sabores".






Fiz assim:

Recheio:

6 bifes
3 cenouras
1 cebola
2 dentes de alho
1 folha de louro,
sal e pimenta q.b.
vinho branco
azeite
Papaína

Polvilhe a carne com a papaína e deixe repousar 15 minutos. Depois coloque a cebola cortada em rodelas, as cenouras em quartos, a folha de louro, os alhos picados. Tempere com pimenta e regue com vinho branco.
Cubra com papel aderente e deixe repousar umas horas ou de um dia para o outro.
Coloque azeite num tacho, deixe aquecer um pouco e junte a carne. Quando a carne estiver lourinha, acrescente a marinada. Acrescentei só um pouco de sal visto que o preparado de papaína já ter sal.
Tape e deixe cozinhar em lume brando durante 30 minutos.
Deixe arrefecer, coe parte do molho e pique tudo na 123. Reserve.

Massa:

250 gr de farinha
2 colheres de sopa de óleo
1,5 dl de água
sal

Peneire a farinha para dentro de uma tijela e abra um buraco no meio. Junte o óleo e a água morna. Tempere com um pouco de sal.
Misture tudo e molde em forma de bola. Cubra com uma tijela previamente escaldada em água a ferver. Deixe descansar cerca de 30 minutos.
Estenda a massa bem fina, com ajuda de um rolo da massa e farinha. Distribua o recheio sobre a massa com uma colher de sobremesa. Dobre a massa sobre o recheio, apertando bem para ficar sem ar e corte os pastéis em meia lua com um utensílio próprio ou com uma tigela pequena.

Fritura:
Deite o óleo numa frigideira e leve a aquecer.
Para evitar que os fritos rebentem o óleo deverá estar bem quente e a quantidade de peças a fritar não deve ultrapassar as 3 unidades.
Para que a massa dos pastéis empole vá deitando colheradas de óleo quente enquanto fritam.

Bom apetite!

domingo, 3 de maio de 2009

Salada Montanheira à moda do João


Para quem gosta de tomate, esta salada é excelente. Fresquinha e saborosa. E quem a faz bem é o outro cozinheiro cá de casa.
A receita original requer pepino e cebola, mas esta não leva.


Fez assim:

6 tomates
1 pimento vermelho
coentros
sal e pimenta q.b.
azeite
vinagre
vinho branco
oregãos

Retire a pele ao tomate e corte em cubinhos. Coloque num recipiente.
Asse o pimento (no bico do fogão se não tiver outra alternativa), retire a pele e as sementes e corte em pedacinhos. Junte ao tomate.
Acrescente coentros e oregãos a gosto. Tempere com sal, pimenta, azeite, vinagre e um pouco de vinho branco.
Mexa tudo e deixe repousar um pouco, por forma a que os tomates tomem o sabor dos temperos, antes de servir.

Bom apetite!

Bacalhau à Gomes de Sá


Este foi o prato escolhido para o dia da Mãe. O meu dia e o da minha mãe! À receita original acrescentei os espinafres para lhe dar um toque de cor.

Usei:
4 lombos de bacalhau
5 dl de leite
3 cebolas
4 dentes de alho
1,5 dl de azeite
500 gr de batatas
4 ovos cozidos
1 pacote de espinafres congelados
sal, pimenta e azeitonas pretas q.b.

Deixe os espinafres a descongelar de véspera.
No dia coloque o bacalhau num tacho e escalde com água a ferver. Tape o tacho e deixe estar durante 20 minutos.
Escorra o bacalhau, limpe de peles e espinhas e desfaça-o em lascas. Coloque num recipiente e cubra com o leite previamente fervido. Deixe repousar 1h30.
Coza as batatas e depois corte-as às rodelas. Coloque-as num tabuleiro de ir ao forno e regue com um fio de azeite.
Corte as cebolas e o alho em rodelas e refogue no azeite até as cebolas ficarem transparente. Acrescente o bacalhau escorrido. Mexa com cuidado e tempere com sal e pimenta a gosto.
Espalhe os espinafres por cima das batatas e depois a mistura de bacalhau e cebola.
Leve ao forno a 180º durante 10 minutos.
Sirva decorado com os ovos cortados às rodelas e azeitonas pretas.

Bom apetite!